Por que o BaixoCentro precisa de dinheiro?

O BaixoCentro é um movimento, uma ideia, uma causa, mas que começa reunindo pessoas e forças em um festival: um mês de programação num espaço geográfico determinado de São Paulo, com diversas atividades. Como a maioria dos festivais, este também terá um custo: para pagar cachês de apresentações artísticas, alugar equipamentos, comprar coisas de infra-estrutura, pagar profissionais envolvidos em produção, divulgação, técnica, e assim por diante.

A diferença do BaixoCentro para outros festivais é que ele será financiado colaborativamente. Não tem uma empresa por trás. Não tem o governo por trás. Tem as pessoas, tem você, que acredita numa nova forma de ocupação da cidade e no sentido público do movimento. Por isso também, o Festival BaixoCentro não cobrará ingresso para nenhuma apresentação ou atividade (é um dos itens dos nossos princípios, já leu?) – porque quem acredita no movimento e na importância do festival já terá contribuído para sua realização.

Doando sua presença ao Baixo Centro, você garante que consigamos ocupar as ruas. Financiando o BaixoCentro no Catarse, com a quantidade de dinheiro que você puder dar, você garante as condições para isso – as condições materiais para a realização do festival e a bilheteria aberta para tod@s, para qualquer um assistir e participar. Além de tudo, ganha recompensas bacanas pelo apoio.

É por isso que, sim, o BaixoCentro precisa de dinheiro. Aqui é o lugar que você pode depositar, com cartão de crédito, débito ou boleto bancário, clicando em “Quero apoiar este projeto”: http://catarse.me/pt/projects/437-baixocentro

Para saber exatamente a destinação do dinheiro, este é o nosso orçamento, aberto desde o início: http://bit.ly/xxlfLX

:D

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>